diabetes-na-terceira-idade-2

Diabetes na terceira idade

Atualmente, mais de 400 milhões de pessoas são afetadas pelo Diabetes. Isso equivale a um em cada onze pessoas adultas.

E, infelizmente, a previsão é de que para 2040 mais de 600 milhões de pessoas sejam afetadas pela doença. Duas das principais causas são a falta de cuidado ao longo da vida e o tratamento precário depois que a doença é desenvolvida.

Só no Brasil, pelo menos 14 milhões de pessoas sofrem com essa doença. E o número de pessoas portadoras de Diabetes acima dos 60 anos é assustador: cerca de 7 milhões de idosos são portadores de Diabetes, o que corresponde a 50% do total de brasileiros portadores.

O governo já disponibilizou há alguns anos medicamentos gratuitos para controlar a doença, mas apenas 60% dos portadores idosos possuem acesso aos pontos de distribuição. Os 50% restantes ou não possuem acesso ou não possuem a informação.

Por que o tratamento nessa idade é tão importante?

diabetes-na-terceira-idade

O Diabetes na terceira idade é mais crítico pois exige um tratamento ainda mais intenso e regular. Se o idoso não se tratar direito, poderá sofrer com a cegueira, amputação dos pés, ataques cardíacos ou até mesmo um AVC inesperado.

É muito importante que o idoso receba o tratamento adequado e o apoio necessário para que faça uma mudança drástica na alimentação e na rotina, caso seja uma pessoa sedentária.

A falta de informação pode fazer com que o idoso mantenha uma dieta equilibrada, mas ainda assim muito calórica. E esse excesso de calorias pode ser fatal. Quanto mais calorias, maiores as chances de novas inflamações surgirem, e consequentemente maiores as chances de se ter um ataque cardíaco.

Na terceira idade, uma das maneiras mais fáceis de controlar o Diabetes é através da alimentação. É bem mais fácil dessa maneira do que através da prática de exercícios, já que outras complicações de saúde podem impedir um idoso de praticar.

Um dos maiores problemas para o homem diz respeito à vida sexual. É muito comum que vários homens fiquem impotentes sexualmente, o que é uma das maiores preocupações masculinas, independente da idade.

Infelizmente, a impotência sexual está fortemente ligada à Diabetes. E se os homens quiserem chegar a essa idade sem esse tipo de problema, é bom começar a cuidar da saúde desde muito cedo, como comendo alimentos saudáveis e praticando esportes.

Qual deve ser o foco do tratamento no idoso?

diabetes-na-terceira-idade-2

Como os idosos precisam de um tratamento mais específico, é preciso tomar um cuidado redobrado com a pressão e o nível de glicose no organismo. Esses são os fatores de risco mais perigosos para essa idade.

Além disso, é comum que pessoas da terceira idade tomem mais remédios devido a outras complicações de saúde. Se esse for o caso, é preciso ficar de olho em quais medicamentos o idoso está tomando para saber se a interação entre eles pode causar algum efeito colateral, ou até mesmo cortar os efeitos de um medicamento específico para o Diabetes.

Nunca é demais consultar mais de um médico caso os sintomas de Diabetes apareçam e o paciente não seja diagnosticado com a doença.

Acontece que alguns dos sintomas do Diabetes são decorrentes da hipoglicemia, como, por exemplo, fraqueza, sonolência, tontura e até mesmo alguns devaneios. O problema é que muitos médicos acabam confundindo isso somente com a hipoglicemia e não se lembram de realizar exames para conferir se o paciente é ou não portador de Diabetes.

Como idosos são mais propensos a sofrerem de doenças do coração, o colesterol e a pressão sanguínea devem sempre estar regulados. Além disso, o paciente pode sofrer de tontura com certa frequência, mas nem sempre isso estará ligado à hipoglicemia. Em alguns casos, pode ser consequência da pressão baixa.

Quais outros cuidados são necessários?

diabetes-na-terceira-idade-3

Como os idosos são mais propensos a desenvolverem alguns outros tipos de doenças, como a catarata, é importante que um tratamento com um oftalmologista esteja sempre em dia para garantir que ao primeiro sinal de uma possível cegueira decorrente do Diabetes o idoso receba o tratamento adequado para barrar isso logo no início.

Se possível, o ideal é que o idoso tenha sempre alguém por perto para auxiliar com alguns cuidados extras como com os pés.

Devido a problemas de coluna ou de articulações, muitos idosos não conseguem ver o alcançar os próprios pés para verificar se está tudo bem. Por conta disso, um idoso portador de Diabetes pode estar com graves inflamações e pode nem perceber. O resultado, infelizmente, já sabemos qual é.

O ideal é que os pacientes da terceira idade recebam o tratamento de um endocrinologista, um médico mais especializado que poderá atender melhor aos pacientes, fornecendo diagnósticos mais concretos e tratamentos mais adequados.

O diagnóstico para um idoso é o mesmo de uma pessoa mais jovem. O problema é que os sintomas algumas vezes são mascarados em decorrência aos outros problemas de saúde. Em alguns casos, pode ser ainda pior, já que alguns dos sintomas mais comuns podem simplesmente não aparecer em idosos, como a vontade constante de tomar água.

Entretanto, se diagnosticado desde cedo e seguindo um tratamento correto adequado e sem falhas, o paciente idoso pode viver tranquilamente com o Diabetes, sem que para isso precise comprometer o seu dia a dia.

Hoje, a taxa de idosos entre 60 e 80 anos atingidos pelo Diabetes gira em torno de 20%. Com os cuidados necessários na alimentação e no corpo desde cedo, seria possível reverter esse número para uma taxa bem menor, já que a expectativa de vida tende a aumentar nos próximos anos.

O tratamento não precisa ser muito diferente do tratamento de uma pessoa mais jovem. Isso vai depender muito mais da gravidade de cada paciente e do grau de complexidade que a doença já atingiu.

Mantenha as taxas de glicose e colesterol sempre dentro do aceito, pratique exercícios físicos regularmente, coma muito bem e de maneira saudável e não deixe de visitar periodicamente um médico.

Se esse artigo foi útil para você, deixe seu comentário e compartilhe.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *