o-que-o-diabetes-pode-causar

O que o Diabetes pode causar?

Uma coisa é certa: se o portador cuidar da doença corretamente desde o início, é possível que nunca sofra com os efeitos negativos do Diabetes.

Contudo, caso o tratamento seja deixado de lado, as consequências podem ser desastrosas. Em um primeiro momento, os vasos sanguíneos são os primeiros a sofrerem danos. Mas um tempo depois, o corpo inteiro pode começar a sofrer as consequências.

E não é apenas controlar os níveis de glicose no sangue ou o colesterol para fugir desses problemas. É preciso adotar hábitos saudáveis instantaneamente, como parar de fumar, de beber, deixar a vida sedentária para trás e começar a se alimentar corretamente o quanto antes.

O que o Diabetes pode causar no organismo?

o-que-o-diabetes-pode-causar

A doença pode afetar diversas áreas do corpo, como os membros, coração, olhos, etc. Para começar, vamos falar sobre os olhos. Um dos problemas mais comuns causados pela doença é a retinoplastia diabética.

Esse problema é decorrente da alta taxa de glicose no sangue que acaba sendo transferida para os vasos dos olhos. Quando isso acontece, a retina incha de tamanho e acaba sendo movida para outro lugar, causando cegueira no médio prazo.

Porém, para desenvolver a retinoplastia é preciso muito tempo. Essa doença vai avançando com o passar do tempo, e geralmente se desenvolve em quem não cuidou do Diabetes lá atrás.

Tanto é que se a pessoa desenvolveu o Diabetes em um período de 3 a 5 anos, as chances de adquirir essa outra doença é de apenas 5%.

Para tomar providências antes de a doença se desenvolver, fique atento aos seguintes sintomas:

  • Dor nos olhos;
  • Vista embaçada;
  • Perda no foco;
  • Começar a enxergar as coisas em dobro;

O Diabetes também pode atacar outros órgãos, como os rins. Nesse caso, a doença é conhecida como nefropatia diabética.

Isso acontece ao longo do tempo, quando aos poucos os rins param de funcionar. E se o portador não cuidar bem dos rins, eles podem parar de funcionar completamente. E nesse momento, não há mais nada a ser feito, a não ser um transplante de órgãos.

Porém, demora muito tempo para que os rins parem de funcionar completamente. O tempo médio para que isso aconteça é de 20 anos. Então, a pessoa dispõe de tempo mais do que suficiente para começar a se tratar e cuidar da saúde.

A causa da falência renal é uma: pressão alta. Se desde o início a pressão for controlada, dificilmente o portador terá problemas com os rins. Mas é preciso estar bem atento a isso, já que diabéticos são bem mais propensos a terem pressão alta.

Porém, ao contrário de outros problemas decorrentes do Diabetes, os sinais de que os rins estão parando de funcionar só aparecem quando a nefropatia já está em estágios mais avançados. Por isso, o recomendado é que o portador de Diabetes faça exames com frequência para ver como os órgãos estão trabalhando.

Coração e estômago

o-que-o-diabetes-pode-causar

Como visto, diabéticos são mais propensos a terem pressão alta. Junto a isso, também têm mais chances de terem colesterol alto. Juntando os dois, forma-se a receita perfeita para um ataque cardíaco.

Mas o coração acaba não sendo o único afetado. É bem possível que por conta da pressão e do colesterol altos o portador corra riscos de sofrer um AVC.

Mas não é difícil controlar a pressão e o colesterol. O modo mais simples de se fazer isso é através dos exercícios físicos e da alimentação. Tomando conta dos dois, dá para minimizar bastante as chances de se ter um ataque cardíaco.

Já no estômago, os efeitos também são percebidos ao longo do tempo por diabéticos. É possível que sintomas como o mau funcionamento durante a digestão ou a falta de apetite sejam sentidos.

Isso é bastante normal, já que vasos sanguíneos e nervos são os primeiros afetados pela doença. Como isso acontece, é normal que o portador desenvolva problemas como disenteria, enjoos, dores de estômago e até dificuldade na evacuação.

E, em outros casos, os problemas podem ser decorrentes da medicação para controlar a doença. Nesse caso, não há o que fazer, a não ser acompanhar um tratamento médico e esperar até a adaptação do corpo para que os efeitos negativos do remédio sumam.

O que pode acontecer com os nervos?

o-que-o-diabetes-pode-causar

Os nervos também são afetados. E como eles transmitem impulsos para o resto do corpo, é comum o portador de Diabetes sentir algumas dores, já que a dor é um sinal elétrico enviado pelos nervos.

Os nervos só são danificados se os níveis de glicose no sangue foram muito altos. Esse excesso de açúcar danifica os vasos responsáveis por levar nutrientes até os nervos. Por isso, eles acabam sendo inutilizados.

Hoje em dia existem medicamentos e tratamentos para a neuropatia, mas o mais recomendado para evitar esse tipo de problema é deixar para trás maus hábitos, como alcoolismo e tabagismo, e começar a se alimentar melhor, além de praticar exercícios.

Os principais membros afetados são as mãos e os pés. Se o paciente não identificar desde cedo um problema mais grave de circulação nos pés, poderá ser obrigado a amputar os membros.

Alguns sintomas são bem característicos. Se o portador sentir qualquer um dos sintomas a seguir, é extremamente recomendado procurar um médico urgentemente:

  • Sensação de formigamento nas extremidades do corpo;
  • Sudorese mesmo em dias mais frios;
  • Sensação de que algumas partes do corpo estão quentes demais, como uma queimadura, mesmo em dias mais frios;
  • Espasmos;

Todos os problemas citados acima são muito mais suscetíveis em casos de pessoas que não cuidaram da saúde como deveriam no tempo certo.

Se você é portador de Diabetes e foi diagnosticado ainda no início, comece a cuidar da própria saúde o quanto antes. É muito mais fácil controlar a alimentação e praticar esportes do que ter que cuidar de problemas mais graves que possam aparecer com o tempo. Coma bem e movimente-se! Essa é a chave para que você possa conviver em paz com o Diabetes!

Se esse artigo foi útil para você, deixe seu comentário e compartilhe.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *